domingo , 21 de outubro de 2018
Inicio / Ceará / Polícia prende três suspeitos de envolvimento em ataques a banco e carro-forte no Interior
Suspeitos foram encontrados com dois fuzis de grosso calibre, incluindo uma AK-47 e um 556, além de duas espingardas socadeiras e bastante munição

Polícia prende três suspeitos de envolvimento em ataques a banco e carro-forte no Interior

Homens que explodiram agência na cidade de Piquet Carneiro foram encontrados com fuzis.

Graciliano Farias Guedes, Paulo José Santos Monteiro e Gleison Vasconcelos de Sousa, vulgo ‘Cabelinho’, foram presos na semana passada em ações no Interior ( Fotos: Divulgação PCCE )

A Polícia Civil do Ceará (PCCE) anunciou nesta quarta-fiera (16) que prendeu três pessoas envolvidas em ações criminosas no Interior do Estado neste mês de maio. Dois deles são suspeitos de envolvimento no ataque a banco ocorrido no município de Piquet Carneiro, no Sertão Central, enquanto o outro homem capturado é apontado como participante da explosão de um carro-forte em Santa Quitéria, na região Norte.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), as prisões dos suspeitos aconteceram durante uma ação coordenada pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), com apoio do Comando Tático Rural (Cotar) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque). Os dois homens envolvidos no ataque a banco em Piquet Carneiro, identificados como Paulo José Santos Monteiro e Gleison Vasconcelos de Sousa, vulgo ‘Cabelinho’, foram encontrados com dois fuzis de grosso calibre, incluindo uma AK-47 e um 556. Eles foram presos no município de Solonópole, na BR-122.

Conforme a PCCE, Paulo José e Gleison, assim como outros integrantes da quadrilha, chegaram a trocar tiros com os policiais no momento que foram abordados. Na ocasião, os comparsas fugiram, mas os agentes conseguiram capturar a dupla. Com eles, foram apreendidos um Fiat Strada e um Palio.

Já o suspeito de envolvimento no ataque ao carro-forte foi identificado como Graciliano Farias Guedes, que foi preso com duas espingardas socadeiras. Segundo o delegado titular da DRF, Ricardo Romagnoli, toda a quadrilha envolvida no caso já foi identificada.

Os três presos são ligados à mesma facção criminosa, mas a PCCE ainda investiga se há ligação entre as duas quadrilhas.

Ataque a banco

O ataque a banco em Piquet Carneiro aconteceu na madrugada da última quinta-feira (10), quando uma quadrilha explodiu uma agência do Banco do Brasil na cidade. Segundo informações da Polícia, o ataque demorou aproximadamente 40 minutos. A cidade ficou sitiada por quase uma hora, tempo suficiente para os bandidos detonarem os caixas eletrônicos da unidade bancária situada no Centro da cidade e fugirem em seguida.

Na ocasião, populares acrescentaram que os bandidos promoveram um intenso tiroteio após bloquearem as vias de acesso ao local do ataque com carros e motocicletas.

Explosão do carro-forte

Já o ataque ao carro-forte em Santa Quitéria ocorreu na última segunda-feira (7), quando uma quadrilha explodiu um veículo da empresa Corpvs, próximo a entrada da localidade de Malhada Grande, na altura do Km 168 da CE-176. De acordo com o Tenente Diogo, que coordenou a operação, cerca de dez assaltantes em dois veículos interceptaram dois carros-fortes no local, mas um conseguiu fugir. Este avisou ao efetivo da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), a cerca de 25 km de distância do ocorrido, cuja ação foi acionar viaturas para ir ao local. 

Enquanto o efetivo policial não chegava ao Km 168, o carro-forte foi explodido e o dinheiro (cuja quantia ainda não foi mensurada) levado pelos assaltantes. Na fuga, eles tentaram roubar profissionais em uma ambulância que passava pelo local.
 
 
Fonte: Diário do Nordeste

Deixe Sua Mensagem

Sobre Jardel Pessoa

Leia Também

Fortaleza chega aos 100 anos de amor, glórias e tradição no futebol

Com ampla programação de eventos e caracterização temática de diversos monumentos da cidade, Tricolor festeja …